Compartilhe
Blog
hmib

HMIB adota pulseiras de identificação para pacientes internados

Criança recebe pulseira de identificação no Hospital Materno Infantil de Brasília

O Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) passou a usar pulseiras de identificação nos pacientes internados. A iniciativa do Núcleo de Segurança do Paciente busca o alcance das seis metas internacionais de segurança. O trabalho da unidade se tornou referência na rede de saúde do Distrito Federal e atualmente serve de modelo para outras regionais.

As pulseiras de identificação ajudam no trabalho da equipe

As pulseiras de identificação em Brasília são impermeáveis e, por isso, resistentes aos banhos. Os pacientes portarão a pulseira até a alta hospitalar. Segundo a chefe do Núcleo de Segurança do Paciente, Fabiana Mendes, elas foram adotadas como peça chave para a segurança dos pacientes, além de facilitar a triagem e a visualização dos dados.

“Agora, além das pulseiras coloridas da classificação de risco teremos as pulseiras brancas para os pacientes internados. Isso significa mais um instrumento de checagem para prevenção de erros com medicação ou procedimentos”, explica.

Para a enfermeira supervisora da Cirurgia Pediátrica, Isabel Toledo, as pulseiras de identificação em Brasília protegem o paciente e melhoram a interação com as crianças. O sucesso da ação contou com o apoio integral da equipe da unidade.

“As crianças estão adorando e acham divertido olhar seus nomes na pulseira. Para os profissionais, é o primeiro passo para um atendimento mais humanizado”, relata a enfermeira.

Segundo Fabiana Mendes, a promoção da qualidade na assistência à saúde tem recebido atenção especial em âmbito global com a ideia simples e de fácil execução que traz mais benefícios aos pacientes.

“No Congresso Internacional de Segurança do Paciente, que aconteceu na última semana em Ouro Preto, foi revelado que só nos Estados Unidos ocorrem anualmente 140 mil eventos adversos. Por isso, é preciso repensar os processos assistenciais para sugerimos ações que antecipem a ocorrência dos erros visando evitá-los”, relata Fabiana.

As pulseiras de identificação em Brasília refletem uma tendência no sistema de identificação do mundo inteiro. A PasseVIP fornece pulseiras hospitalares para identificação de pacientes e visitantes em serviços de saúde. Você pode optar pelas pulseiras mãe-filho ou pulseiras mãe-gêmeos. As pulseiras de identificação da PasseVIP podem ser personalizadas, com a logomarca do hospital, campo para inserção dos dados ou espaço para colagem de etiqueta identificadora.

Confira as metas que inspiraram o uso das pulseiras em Brasília

Metas internacionais de Segurança do Paciente são:
Meta nº 1 – Identificação correta dos pacientes
Meta nº 2 – Comunicação efetiva
Meta nº 3 – Segurança dos medicamentos de alta vigilância
Meta nº 4 – Cirurgias em local de intervenção, procedimento e paciente corretos
Meta nº 5 – Redução do risco de infecção associado aos cuidados de saúde
Meta nº 6 – Redução do risco de lesões ao paciente em decorrência de queda

Fonte: Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal