Compartilhe
Blog
pulseira bombeiros

5 dicas para programas de identificação de crianças em praias

Crianças são naturalmente agitadas e incrivelmente rápidas. Na mínima distração dos pais, podem se afastar e se perder com grande facilidade. Isto torna-se especialmente problemático em locais de grande movimento, como shopping centers, ou de grande aglomeração de gente, como praias e parques. Por isso, a PasseVIP listou cinco dicas importantes para programas de identificação de crianças em praias.

Por todo o Brasil, programas de identificação de crianças em praias ou outros ambientes com pulseiras de identificação têm sido implementadas por agências de segurança pública, como Guardas Municipais, Corpos de Bombeiros e Juizados de Menores, além de ONG’s e empresas interessadas em patrocinar ações de responsabilidade social.

Em geral, os postos de distribuição de pulseiras são montados em quiosques ou postos de salvamento nas praias. O objetivo pode ser o de ter um ponto para onde a criança deve ser levada ou simplesmente de distribuir pulseiras onde os pais poderão escrever seus dados de contato.

A seguir, listamos 5 dicas para que a sua ação contra crianças perdidas em praias seja um sucesso:

1. Invista em ações patrocinadas para programas de identificação de crianças em praias

De forma independente, ou associadas às agências de segurança pública, empresas privadas podem patrocinar programas de identificação de crianças em praias, atrelando suas marcas a ações de responsabilidade social.

Além da exibição da marca na própria pulseira e possivelmente nos postos de distribuição, as empresas patrocinadoras contam ainda com o grande potencial de mídia que tais programas oferecem, sendo frequentemente destaque em jornais e TV’s regionais, além da internet.

2. Disponibilize espaço para os dados de contato dos responsáveis, na área visível da pulseira

Ao criar a arte para personalizar as suas pulseiras, é fundamental deixar espaço para os responsáveis escreverem suas informações de contato, bem como o nome da criança. Frequentemente vemos pulseiras em que a logomarca da prefeitura ou do patrocinador ocupam praticamente toda a área visível da pulseira, atrapalhando a inserção dos dados de contato.

Por mais que seja importante divulgar o responsável ou o patrocinador da ação, dê sempre mais atenção à finalidade principal da pulseira, que é ajudar na identificação de crianças em praias. A logomarca ou texto devem ser pequenas, o mais próximo possível do lacre, permitindo espaço para duas linhas onde os dados serão escritos a mão.

É importante lembrar que o pulso de uma criança é mais fino que de um adulto e que, ao fechar a pulseira de lacre adesivo, este poderá cobrir os dados que foram escritos.

3. Defina raios de atuação dos postos de distribuição e identifique-os por cor

Crianças perdidas podem rapidamente vagar por centenas de metros à procura de seus pais. Por conseguinte, elas se distanciam do ponto onde se perderam. Para auxiliar na identificação de crianças em praias, use uma pulseira de cor correspondente ao posto onde receberam a pulseira, torna-se mais fácil levá-las ao local correto, acelerando a reunião com os responsáveis.

Não esqueça de orientar os responsáveis a memorizarem a cor da pulseira que seus filhos estão usando, para também se direcionarem ao local certo. É importante, também, que troquem a pulseira se mudarem de local na praia.

4. Treine a sua equipe adequadamente

Para que os programas de identificação de crianças em praias sejam eficazes, sua equipe deve estar bem equipada e treinada. Todos devem saber sobre os procedimentos a serem adotados quando uma criança perdida lhes for encaminhada ou quando um adulto aparecer buscando por uma criança.

Disponibilize rádios de comunicação, para as equipes se falarem no caso de algum incidente, além de telefones celulares, para que possam entrar em contato com o número escrito na pulseira.

E, claro… Canetas. Esferográficas, para pulseiras de lacre adesivo Tyvek e canetas para retroprojetor de ponta fina, para pulseiras de lacre plástico.

Instrua sua equipe a orientar pais e crianças sobre a importância do uso das pulseiras e que procedimentos cada um deve adotar, em caso de incidente. Ensine as crianças a identificar o posto a que devem se dirigir, ou a buscar ajuda de um adulto – de preferencia de um que também esteja acompanhado de outras crianças.

5. Divulgue o programa ativamente e oriente crianças e responsáveis

Para ajudar na identificação de crianças em praias, use todas as oportunidades de mídia para divulgar o seu programa, informando sobre a localização dos postos de distribuição, além do funcionamento do programa como um todo. Colha e ofereça dados estatísticos para a imprensa, especialmente com números e casos de sucesso de reunião de famílias.

Divulgar a existência e o sucesso do programa é fundamental para criar conscientização popular e reconhecimento.