Compartilhe
Blog
rfid da passevip

PasseVIP fecha parceria com a inglesa ID&C

A parceria da brasileira PasseVIP, uma das maiores fornecedoras de pulseiras de identificação do Brasil, com a inglesa ID&C Ltd, líder de mercado global em pulseiras e credenciais para eventos ao vivo, promete render frutos para os eventos de grande porte na América Latina. O objetivo da PasseVIP é trazer para a América do Sul a mais recente tecnologia de pulseira de RFID (Radio Frequency Identification) – sistema de identificação por rádio frequência.

Pulseiras RFID da PasseVIP

A parceria – restrita ao segmento de pulseiras com RFID – dá continuidade ao trabalho já desenvolvido no último Rock in Rio, que contou com 40 mil pulseiras com a tecnologia. “Os acessórios foram utilizados experimentalmente para controle de acesso à área VIP e para consumo sem dinheiro (cashless payment), funcionando como um cartão de débito pré-pago”, explica Antonio Bindi, sócio da PasseVIP. A organização do evento estuda implementar o uso das pulseiras RFID para o grande público em 2015.

Steve Daly, diretor de RFID na ID&C, afirma “A América do Sul, e mais especificamente o Brasil, é um território de vanguarda e antenado em novas tecnologias. Queríamos nos alinhar com uma empresa que tenha a mesma ética e foco no cliente que tanto nos orgulhamos de ter aqui no ID&C. Estamos encantados em estar trabalhando com a PasseVIP para atender a crescente demanda pelos nossos produtos no Brasil.”

“Com as pulseiras que utilizam esta nova tecnologia, as pessoas não precisarão mais levar muito dinheiro para a Cidade do Rock, o que traz também mais segurança”, explica Bindi. “Além disso, com o advento do RFID, vamos tirar as pessoas das filas, que geralmente são imensas, e assim aumentar o consumo ao agilizar e simplificar o processo”, diz. “Não podíamos pensar em um parceiro estratégico mais indicado que a ID&C para nos ajudar a implementar tamanhos avanços por aqui.”

A tecnologia

A pulseira com chip RFID, sigla para Radio Frequency Identification, pode armazenar uma pequena quantidade de dados. O objetivo é usá-la como identificador único para o usuário, sendo decifrável apenas por um leitor próprio. De acordo com Antonio Bindi, o acessório ainda pode ser usado para integração com mídias sociais, acesso a dados pré-cadastrados do usuário, controle de acesso eletrônico – oferecendo mais segurança do que ingressos numerados ou códigos de barra, por exemplo – e pagamentos sem dinheiro.

A tecnologia permite ainda que o usuário seja reembolsado caso não gaste todos os créditos que colocou para débito. “Dessa forma, ele pode colocar o valor que quiser, sem medo de perder dinheiro ou ser roubado. Isso sem dúvidas deve aumentar a receita de qualquer evento”, conta o empresário, que aposta no aumento da compra por impulso. “Trata-se de uma evolução na forma de lidar com o cliente, deixando-o mais à vontade e revertendo este conforto em lucro para o organizador do evento”, anima-se o sócio da PasseVIP, que já teve outras experiências com atrações de grande porte como Lollapalooza, Copa das Confederações, Jogos Pan-americanos e Jornada Mundial da Juventude.

Ele explica ainda que hospitais também podem implantar o sistema, a fim de acessar de forma segura os dados dos pacientes, assim como hotéis e resorts podem armazenar dados de seus hóspedes. “As possibilidades são infinitas”, diz.

Sobre a ID&C

A ID&C é líder do mercado de pulseiras RFID e credenciais de segurança para a indústria global de eventos. Há dezenove anos vem atendendo festivais de música, eventos esportivos e o setor de entretenimento. Durante esse tempo desenvolveu também diversos produtos exclusivos e devidamente patenteados, que têm sido amplamente adotados.

Em 2011, lançou a primeira pulseira RFID de tecido no festival Coachella, e desde então já forneceu mais de 3,5 milhões de produtos de RFID ao redor do mundo. A empresa foi pioneira no uso da tecnologia para controle de acesso sem contato, pagamentos sem dinheiro e com integração de mídias sociais.