Compartilhe
Blog
pulseiras de identificação em festa

5 dicas para identificar menores de idade em festas particulares

A recente polêmica envolvendo grandes festas de formatura com serviço de bebidas alcoólicas reacendeu uma questão importante: Identificar menores de idade para evitar o consumo ilegal de álcool em festas particulares.

Seja em festas de formatura, festas de 15 anos, ou até mesmo em casamentos, ocorre uma situação peculiar que normalmente não encontramos (ou não deveríamos encontrar) em casas noturnas: a presença de crianças e adolescentes em ambientes onde são servidas bebidas alcoólicas.

O Estatuto da Criança e do Adolescente, em seus artigos 83 e 243, prevê pena de multa e prisão para quem vender ou fornecer gratuitamente bebida alcoólica para menores de idade. Tal responsabilidade pode recair sobre os donos da festa (sejam eles noivos, formandos ou pais) e, muito especialmente, sobre o espaço e a empresa contratada para hospedar e organizar a festa.

Por que identificar menores de idade com pulseiras de identificação?

Com isto em mente, muitas empresas de cerimonial costumam distribuir pulseiras de identificação nas formaturas e casamentos, com o intuito de ajudar os garçons e equipes de bar a diferenciar quem pode consumir álcool.

A PasseVIP listou algumas dicas para ajudá-lo a implementar um sistema eficaz de prevenção de consumo de álcool por menores de idade:

1. Não identifique apenas os menores de idade

Muitas vezes recebemos pedidos de pulseiras para apenas uma parte dos convidados. Em uma rápida conversa, percebemos que a intenção do cliente é identificar menores de idade somente, para que os portadores de pulseira sejam impedidos de beber. Ocorre que, neste sistema, a mera remoção da pulseira do braço imediatamente confere status de maioridade ao convidado adolescente.

Assim, é importante que a identificação seja de permissão, e não de proibição. O portador da pulseira deve ser autorizado a beber, e não o contrário.

Idealmente, todos os convidados devem ser identificados e a diferenciação de menores de idade ser feita pelas cores das pulseiras.

2. Não distribua. Coloque as pulseiras nos convidados na entrada da festa

Identificar menores de idade pode ser uma tarefa trabalhosa. Distribuir as pulseiras ou entregá-las aos convidados é a fórmula ideal para o desperdício e ineficácia do seu sistema, pois os convidados poderão entregá-las como e a quem bem entenderem.

É importante que as pulseiras sejam colocadas nos convidados por alguém da equipe de recepção ou de segurança. O responsável pela colocação deve ser treinado para identificar quem é obviamente maior de idade, e quem precisa apresentar documento de identidade. Embora isto possa parecer antipático em uma festa particular, é amparado em lei e a sua não-observação pode custar caro, caso haja alguma ocorrência com um menor de idade ou uma fiscalização do Juizado de Menores.

Sua equipe deve colocar a pulseira nos convidados, garantindo o seu correto fechamento e ajuste no pulso, de forma que a pulseira não seja facilmente removida. Fazê-lo somente na entrada da festa é garantia de que nenhum convidado receberá duas pulseiras, e ainda ajuda a identificar penetras no local.

3. Personalize as pulseiras de identificação

Jovens costumam ser extremamente criativos e tentarão de tudo para burlar seu sistema. Muitos andam com uma coleção de pulseiras na carteira, em diversas cores, atrás de uma oportunidade para usá-las em uma festa com pulseiras sem impressão.

A fim de identificar menores de idade, imprima o nome da festa, da empresa de cerimonial e da casa de eventos pode ajudá-lo a diferenciar entre uma pulseira legítima e uma falsa. Sugerimos, ainda, a impressão de instruções sobre a importância do porte da pulseira ao longo de todo o evento.
Pulseiras personalizadas ainda fazem um ótimo souvenir para ser guardado após a festa, podendo levar uma pequena propaganda, como o telefone do cerimonial.

4. Treine a sua equipe

Suas recepcionistas, seus seguranças e seus garçons devem estar bem treinados para identificar menores de idade e entender seus papéis e responsabilidades na prevenção e fiscalização do consumo de bebidas para esse grupo. Não adianta ter o sistema e sua aplicação não ser reforçada. Certifique-se de deixar as regras bem claras e exija seu cumprimento, por parte de sua equipe.

5. Deixe as regras claras com o contratante e convidados

Melhor que se indispor com um convidado insistente, ou um contratante mais permissivo, é deixar bem claras as regras e os procedimentos adotados para evitar o consumo irregular de álcool por adolescentes.

Defina quais serão os procedimentos e de quem será a responsabilidade pela aplicação e fiscalização do sistema. Esclarecer isto em contrato poderá ajudá-lo não só a se proteger de problemas legais no futuro, como conseguir a cooperação do contratante.

Conte com a PasseVIP para identificar menores de idade no seu evento, evitando sérias consequências. Confira os 13 modelos de pulseiras de identificação e as inúmeras possibilidade de personalização. Além disso, veja onde as pulseiras podem ser usadas.